24 de dezembro de 2011

de ontem em diante...


Eu estou pensando em você
Pensando em nunca mais
Pensar em te esquecer
Pois quando penso em você
É quando não me sinto só
Com minhas letras e canções
Com o perfume das manhãs
Com a chuva dos verões
Com o desenho das maçãs
Com você me sinto bem...

Estou pensando em você
Pensando em nunca mais
Te esquecer...
Eu estou pensando em você
Pensando em nunca mais
te esquecer...

("Pensando em Você" - Paulinho Moska)

18 de dezembro de 2011

... tomando conta.



É só pensar em você

Que muda o dia
Minha alegria dá pra ver
Não dá pra esconder
Nem quero pensar se é certo querer
O que vou lhe dizer
Um beijo seu
E eu vou só pensar em você

Se a chuva cai e o sol não sai
Penso em você vontade de viver mais
Em paz com o mundo e comigo...
Penso em você e consigo...
("Pensar em Você" - Chico César)

14 de novembro de 2011

Tempo, Tempo, Tempo...



És um senhor tão bonito
Quanto a cara do meu filho
Tempo Tempo Tempo Tempo
Vou te fazer um pedido
Tempo Tempo Tempo Tempo

Compositor de destinos
Tambor de todos os ritmos
Tempo Tempo Tempo Tempo
Entro num acordo contigo
Tempo Tempo Tempo Tempo

Por seres tão inventivo
E pareceres contínuo
Tempo Tempo Tempo Tempo
És um dos deuses mais lindos
Tempo Tempo Tempo Tempo

Que sejas ainda mais vivo
No som do meu estribilho
Tempo Tempo Tempo Tempo
Ouve bem o que te digo
Tempo Tempo Tempo Tempo

Peço-te o prazer legítimo
E o movimento preciso
Tempo Tempo Tempo Tempo
Quando o tempo for propício
Tempo Tempo Tempo Tempo

De modo que o meu espírito
Ganhe um brilho definido
Tempo Tempo Tempo Tempo
E eu espalhe benefícios
Tempo Tempo Tempo Tempo

O que usaremos pra isso
Fica guardado em sigilo
Tempo Tempo Tempo Tempo
Apenas contigo e migo
Tempo Tempo Tempo Tempo

E quando eu tiver saído
Para fora do teu círculo
Tempo Tempo Tempo Tempo
Não serei nem terás sido
Tempo, Tempo, Tempo, Tempo

Ainda assim acredito
Ser possível reunirmo-nos
Tempo, Tempo, Tempo, Tempo
Num outro nível de vínculo
Tempo, Tempo, Tempo, Tempo

Portanto peço-te aquilo
E te ofereço elogios
Tempo Tempo Tempo Tempo
Nas rimas do meu estilo
Tempo Tempo Tempo Tempo...

("Oração ao Tempo" - Caetano Veloso, por Maria Gadú)

"NÃO DEIXE QUE A 'URGÊNCIA' IMPEÇA QUE O ESSENCIAL ACONTEÇA..."

13 de agosto de 2011

figura




Quase "setembro", eu ainda me lembro,
Você me olhou como lua no céu de março
E despertou o girassol em mim
Numa rua com saída para o jardim...

Veio e me tocou de um jeito,
E falou tão baixo no ouvido...

Era época de samba e carnaval
Girou o Sol, gira, girassol
Girou o Sol, gira, girassol...

("Figura" - A Rosa dí Zínco)

12 de agosto de 2011

longe do chão



... quando eu contar o tempo sem me perder,
vou poder mudar a estação.
... quando eu lembrar teu nome sem mais querer,
vou estar em outra dimensão...

6 de agosto de 2011

De ontem em diante...


Ontem de manhã quando acordei
olhei a vida e me espantei
eu tenho mais de 20 anos!

e eu tenho mais
de mil perguntas sem respostas...
estou ligada num futuro blue

os meus pais nas minhas costas
as raízes na marquize
eu tenho mais de vinte muros

o sangue jorra pelos furos pelas veias de um jornal
eu não te quero
eu te quero mal

essa calma que inventei, bem sei
custou as contas que contei
eu tenho mais de 20 anos!

e eu quero as cores e os colírios
meus delírios...
estou ligada num futuro blue

eu tenho mais de vinte muros

o sangue jorra pelos furos
pelas veias de um jornal
eu não te quero
eu te quero mal

Ontem de manhã quando acordei
olhei a vida e me espantei
eu tenho mais de 20 anos...


("20 Anos Blue" - Elis Regina)

28 de julho de 2011

quem me dera...



...é só você que tem a cura pro meu vício

de insistir nessa saudade que eu sinto
de tudo que eu ainda não vi...


("Índios" - Legião Urbana)

20 de julho de 2011

"A-M-I-G-O"


fidelidade, doçura, lealdade, compreensão, carinho, alegria...
e muito, muito mais!

Rima Rica, Jóia Rara

16 de julho de 2011

O Pouco Que Sobrou...



Eu cansei de ser assim
Não posso mais levar
Se tudo é tão ruim por onde eu devo ir?
A vida vai seguir,
Ninguém vai reparar
Aqui nesse lugar eu acho que acabou,
Mas vou cantar
Pra não cair fingindo ser
Alguém que vive assim
De bem
Eu não sei por onde fui
Só resta eu me entregar
Cansei de procurar o pouco que sobrou
Eu tinha algum amor
Eu era bem melhor
Mas tudo deu um nó
E a vida se perdeu
Se existe Deus em agonia
Manda essa cavalaria que hoje a fé me abandonou...

(Los Hermanos)




9 de julho de 2011

Areia Movediça - Como escapar?





Na areia movediça, quanto mais você luta, mais você afunda.
Mas como seu corpo é menos denso do que ela,
basta relaxar para flutuar...

A verdade é que a areia movediça não é aquela temível força da natureza que vemos na tela dos cinemas: se você quiser mesmo saber a verdade, ela raramente tem mais de um metro de profundidade. E o interessante é que a areia movediça pode aparecer em quase todo lugar, contanto que as condições certas estejam presentes. Ela nada mais é do que areia normal tão saturada com água que o atrito entre as partículas de areia se reduz, resultando em uma mistura mole de água e areia incapaz de agüentar qualquer peso.

Por isso, relaxe: se pisar na areia movediça, ela não vai sugar você (mas seus movimentos realmente vão fazer que você afunde mais). Se um dia você estiver preso na areia movediça, não se preocupe: ela não vai engoli-lo por inteiro nem é tão difícil assim escapar dela.

O corpo humano possui uma densidade de 1 g/cm3 e consegue flutuar na água. A areia movediça é ainda mais densa do que a água - ela tem uma densidade de cerca de 2 g/cm3, o que faz com que seja mais fácil flutuar nela do que na água. O segredo é não entrar em pânico. A maioria das pessoas que afundam na areia movediça ou em qualquer outro tipo de líquido é formada por aquelas que entram em pânico e começam a se debater.

A pior coisa a fazer é se debater na areia e mexer braços e pernas. A única coisa que você vai conseguir fazer é forçar seu corpo ainda mais para dentro do poço. O certo mesmo é fazer movimentos lentos, movendo-se de volta à superfície, e então deitar de costas para que flutue até um nível seguro.

Em virtude dos filmes de ação, a areia movediça sempre terá uma conotação ruim, mas não temos porque ter medo dela na vida real. Basta manter a cabeça fria.

2 de julho de 2011

Cedotardar



Tenho no peito tanto medo,
É cedo
Minha mocidade arde,
É tarde
Se tens bom-senso ou juízo,
Eu piso
Se a sensatez você prefere,
Me fere
Vem aplacar esta loucura,
Ou cura
Faz deste momento terno,
Eterno
Quando o destino for tristonho,
Um sonho
Quando a sorte for madrasta,
Afasta

Não, não é isto que eu sinto,
Eu minto
Acende essa loucura
Sem cura
Me arrebata com um gesto
Do resto
Não fale, amor, não argumente
Mente

Seja do peito que me dói,
Herói
Se o seu olhar você me nega
Me cega
Deixa que eu aja como louco,
Que é pouco
No mais horroroso castigo,
Te sigo...

Composição: Moacir Albuquerque e Tom Zé

30 de junho de 2011

Como está você?



Sei lá, a tua ausência me causou o caos
No breu de hoje, sinto que
o tempo da cura tornou a tristeza normal

Tu me devolva o que tirou daqui
Que o meu peito se abre e desata os nós...

Se enfim, você um dia resolver mudar
Tirar meu pobre coração do altar
Me devolver como se deve ser...

Teu cais deve ficar em algum lugar assim:
Tão longe quanto eu possa ver de mim,
Onde ancoraste teu veleiro em flor... (?)

Sem mais, a vida vai passando no vazio
Estou com tudo a flutuar no rio
Esperando a resposta...

("Altar Particular" - Maria Gadú)

16 de junho de 2011

Um dia...




Te vejo errando e isso não é pecado,
Exceto quando faz outra pessoa sangrar...
Te vejo sonhando e isso dá medo,
Perdido num mundo que não dá pra entrar...
Você está saindo da minha vida
E parece que vai demorar.
Se não souber voltar, ao menos mande notícias
Você acha que eu sou louca
Mas tudo vai se encaixar

[ ... ]

E não adianta nem me procurar
Em outros timbres, outros risos
Eu estava aqui o tempo todo
Só você não viu


Você tá sempre indo e vindo, tudo bem...
Dessa vez eu já vesti minha armadura.
E mesmo que nada funcione
Eu estarei de pé, de queixo erguido!
Depois você me vê vermelha e acha graça
Mas eu não ficaria bem na sua estante...

[ ... ]

Eu estava aqui o tempo todo
Só você não viu...


Só por hoje não quero mais te ver...
Só por hoje não vou tomar minha dose de você
!
Cansei de chorar feridas que não se fecham, não se curam...
E essa abstinência uma hora vai passar...

("Na Sua Estante" - Pitty)


(mas... todavia... contudo... entretanto... porém...)


Não vou lutar contra o que eu sinto
Vou me entregar como um soldado cansado e faminto
Não vou lutar contra o que eu sinto
Porque a verdade explode cada vez que eu minto
não posso mais viver em conflito

não vou negar o que é tão claro
Vou me entregar em tudo que eu faço, em tudo que eu falo
Não vou negar o que é tão claro
Porque a verdade explode mesmo quando eu me calo
não posso mais viver sem estar ao seu lado

Não vou lutar contra o que eu sinto
A verdade explode cada vez que eu minto


("Não Vou Lutar" - Titãs)



22 de abril de 2011

sobre tanta falta...



[...]
Não foi esse o mundo que você me prometeu...
que mundo mais sem graça!
mais confuso do que o meu...

Não adianta nem tentar
maquiar antigas falhas,
se todo o amor
que você tem pra me oferecer
são migalhas...

("Migalhas" - Simone)

11 de abril de 2011

À Primeira Vista...


Quando não tinha nada, eu quis
Quando tudo era ausência, esperei
Quando tive frio, tremi
Quando tive coragem, liguei

Quando chegou carta, abri
Quando ouvi Prince, dancei
Quando o olho brilhou, entendi
Quando criei asas, voei

Quando me chamou, eu vim
Quando dei por mim, tava aqui
Quando lhe achei, me perdi
Quando vi você, me apaixonei

Quando não tinha nada, eu quis
Quando tudo era ausência, esperei
Quando tive frio, tremi
Quando tive coragem, liguei

Quando chegou carta, abri
Quando ouvi Salif Keita, dancei
Quando o olho brilhou, entendi
Quando criei asas, voei

Quando me chamou, eu vim
Quando dei por mim, tava aqui
Quando lhe achei, me perdi
Quando vi você, me apaixonei...

(Daniela Mercury)

10 de abril de 2011

Será?



Eu não caibo mais nas roupas que eu cabia,
Eu não encho mais a casa de alegria.
Os anos se passaram enquanto eu dormia,
E quem eu queria bem me esquecia...

Será que eu falei o que ninguém ouvia?
Será que eu escutei o que ninguém dizia?
Eu não vou me adaptar...

("Não Vou Me Adaptar" - Titãs)

19 de março de 2011

louca suspensão**


Ela é só uma menina
E eu pagando pelos erros que eu nem sei se cometi...

Ela é só uma menina
E eu deixando que ela faça o que bem quiser de mim...

Se eu queria enlouquecer essa é a minha chance,
É tudo que eu quis...

Se eu queria enlouquecer
esse é o romance ideal
!

Não pedi que ela ficasse
Ela sabe que na volta ainda vou estar aqui...

("Romance Ideal" - Paralamas do Sucesso)

** "suspensão" no sentido químico da palavra...

10 de março de 2011

minha (mel)odia...


Cabelo fora do lugar, modelo regular
Ela veio me mostrar que o céu é doce
Mais doce do que a sensação, velocidade som
Bem mais doce do que a sorte que me faz cantar

A melodia colorida pra esquecer
O mundo livre que não deixa inventar
A fantasia que promove o temporal
E a calmaria plena no meu quintal

Não fez silêncio pra escutar, urgência singular
Ela veio me mostrar que o céu é doce
Tão doce quanto a luz solar, conquista devagar
Bem mais doce do que a sorte que me faz cantar

A melodia colorida pra esquecer
O mundo livre que não deixa inventar
A fantasia que promove o temporal
E a calmaria plena no meu quintal...

("Quintal" - Acústicos e Valvulados)


8 de março de 2011

(in)tenso




Eu me prendi entre teus dedos
Quando peguei na tua mão...
Eu me tornei você, tão cedo,
Quando senti teu coração
Batendo junto ao meu
Como se fosse o meu...

(Jonathan Correa)


21 de fevereiro de 2011

à portée de main, je sais...



Um dia eu vou estar à toa
E você vai estar na mira
Eu sei que você sabe
Que eu sei que você sabe
Que é difícil de dizer
O meu coração
É um músculo involuntário
E ele pulsa por você
Um dia eu vou estar contigo
E você vai estar na minha

Enquanto eu vou andando o mundo gira
E nos espera numa boa
Eu sei, eu sei, eu sei...

("Eu Sei" - Marisa Monte)

20 de fevereiro de 2011

Flor de Amendoeira...



Ouvi dizer do teu olhar ao ver a flor...
Não sei por que
achou ser de um outro alguém...
Foi capaz de se entregar
Eu fiz de tudo pra ganhar você pra mim,
Mas mesmo assim...
Minha flor serviu pra que você achasse alguém,
Um outro alguém que me tomou o seu amor...
E eu fiz de tudo pra você perceber
Que era eu...
Tua flor me deu alguém pra amar,
E quanto a mim?
Você assim e eu, por final, sem meu lugar
E eu tive tudo sem saber quem era eu...
Eu que nunca amei a ninguém
Pude, então, enfim, amar...
...vai!
(a porta esteve aberta o tempo todo, você sabe voar...)

("A Flor" - Los Hermanos)

13 de fevereiro de 2011

Tudo Deve Passar...


Quero me encontrar, mas não sei onde estou
Vem comigo procurar algum lugar mais calmo
Longe dessa confusão e dessa gente que não se respeita
Tenho quase certeza que eu não sou daqui

Vai ver que é assim mesmo e vai ser assim pra sempre
Vai ficando complicado e ao mesmo tempo diferente
Estou cansado de bater e ninguém abrir
Você me deixou sentindo tanto frio
Não sei mais o que dizer

Te fiz comida, velei teu sono
Fui teu amigo, te levei comigo
E me diz: pra mim o que é que ficou?

Preciso de oxigênio, preciso ter amigos
Preciso ter dinheiro, preciso de carinho
Acho que te amava, agora acho que te odeio
São tudo pequenas coisas e tudo deve passar
...

)"Meninos e Meninas" - Legião Urbana(

7 de fevereiro de 2011

"mais que a mim"



Minha voz ficou na espreita, na espera...

Quisera abrir meu peito, cantar feliz!!
Preparei para você uma lua cheia,
E você não veio, e você não quis...
Meu violão ficou tão triste, pudera!
Quem dera abrir janelas, fazer serão...
Mas você me navegou mares tão diversos,
E eu fiquei sem versos, e eu fiquei em vão...

("Lua Cheia" - Chico Buarque)

2 de janeiro de 2011


Tô com saudade de tu, meu desejo...
Tô com saudade do beijo e do mel...
Do teu olhar carinhoso
Do teu abraço gostoso
De passear no teu céu
É tão difícil ficar sem você
O teu amor é gostoso demais
Teu cheiro me da prazer
Quando estou com você
Estou nos braços da paz
Pensamento viaja
E vai buscar meu bem-querer
Não dá pra ser feliz, assim
Tem dó de mim
o que eu posso fazer?

("Gostoso Demais" - Nando Cordel)